navegar pelo menu
fevereiro 28, 2020 -

Magalu terá frete grátis e retirada em loja para livros da Estante Virtual





O frete é historicamente uma das principais barreiras para clientes do site de livros Estante Virtual. Como as entregas são de responsabilidade dos vendedores, é comum que o frete das compras custe até mais caro do que o livro em si, sobretudo no caso dos produtos usados e vendidos por pequenos vendedores.

O Magazine Luiza, novo dono da plataforma, tentará reduzir esse entrave. A varejista anunciou nesta semana que concluiu a compra da Estante Virtual, fundada em 2005 e que desde 2017 pertencia à Livraria Cultura. A empresa foi arrematada em leilão pelo Magalu no fim de janeiro, por 31 milhões de reais. O leilão fez parte do plano de recuperação judicial da Cultura, aprovado em abril do ano passado.

Com a nova gestão, o Magalu anunciou em comunicado que, concluída a integração com a plataforma, passará a oferecer aos clientes a opção de retirar o livro comprado nas mais de 1.100 lojas do Magazine Luiza no Brasil, com entrega em até 48 horas. Na opção de retirada em loja, o frete dos produtos da Estante Virtual também será grátis.

A modalidade, chamada de “Retira Loja”, já existe para todos os produtos vendidos e entregues pelo Magalu (73% do total) e para uma parcela dos produtos vendidos por terceiros no marketplace.

Para entregas feitas em casa, o Magalu também vai integrar seu sistema de logística próprio. A empresa usa um sistema de distribuição que inclui parceiros e um braço próprio de entrega, chamado de Malha Luiza, com mais de 2.000 caminhoneiros parceiros. O serviço completo de logística (entrega a domicílio ou retirada em loja) passou a ser oferecido a vendedores parceiros no ano passado, por meio do projeto MagaluEntregas.

A logística representou 25% dos investimentos do Magalu em 2019. Já a receita bruta com prestação de serviços — como o braço de logística — a terceiros cresceu 39% no Magalu em 2019, chegando a 1,1 bilhão de reais.

O investimento vem gerando algum resultado. Nos produtos vendidos e entregues pelo Magalu — ou seja, os que não são de terceiros no marketplace –, 66% das entregas já são feitas em até dois dias, segundo a empresa informou no balanço do quarto trimestre.

É esse tipo de velocidade que a empresa planeja levar para as entregas da Estante Virtual, que hoje lida com prazos muito maiores no e-commerce — a média brasileira é de mais de 13 dias. As mudanças não são imediatas, e não há data para que a integração da Estante Virtual com o sistema de logística do Magalu passe a ser oferecido ao público. Com a Netshoes, contudo, os produtos começaram a ser oferecidos no aplicativo do Magazine Luiza pouco mais de seis meses após a compra.

Fonte: EXAME

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial