navegar pelo menu
janeiro 17, 2020 -

[RESENHA] Fazendo Meu Filme (Lado B), de Paula Pimenta





Toda história tem pelo menos dois lados. Vocês conhecem a versão da Fani, mas alguém já parou para pensar na minha?
Alguém sabe o que senti quando a vi se derretendo por aquele professorzinho de araque? E a Vanessa? Se dependesse só de mim, aquelas páginas teriam sido bem diferentes... ?
Porém, tenho que confessar: no fim das contas, até que gostei daquelas voltas todas. Foi emocionante. E só assim a Fani pôde descobrir que nenhum filme é melhor do que a própria vida. ?
Leonardo Santiago
Fazendo Meu Filme 1, narrado pela Fani, conquistou milhões de leitores no mundo, mas será que tudo aconteceu exatamente como ela contou?
Em Fazendo Meu Filme Lado B vamos descobrir a versão do Leo, saber quais foram as motivações dele e o que o levou a tomar certas atitudes. Personagens que tiveram pouco destaque na visão da Fani, agora aparecem ajudando (ou desorientando!) nosso protagonista. Além disso, alguns acontecimentos de Minha vida fora de série 2, que se passa na mesma época, também ganham outra perspectiva.
Venha matar a saudade desse inesquecível romance e saber de fatos que você nunca imaginou... Acima de tudo, venha conhecer melhor e se apaixonar ainda mais por esse garoto simpático, popular e que tem as covinhas mais fofas do mundo!


Leonardo Santiago é um garoto que acaba de ir para o segundo ano do Ensino Médio e de quebra ainda ganha um estágio na empresa de administração de seu pai, mesmo não tendo certeza de que será essa profissão que ele irá seguir futuramente, uma vez que o que verdadeiramente gosta de fazer é mixar músicas.

Repleto de amigos e com um carisma enorme, Leo é um ótimo companheiro para todas as horas e não há quem não se encante pelo seu jeito atencioso e protetor com quem realmente gosta. É no início do ano letivo, por conta de um confusão ao trocar de turma com seu amigo Rodrigo, que Leo conhece Fani, uma menina bastante tímida e de poucos amigos, mas que logo o atrai. Curioso para conhecer mais sobre a aluna novata, ele não mede esforços para se aproximar e aos poucos uma amizade vai surgindo entre os dois. O que para Leo não é nada bom porque não é bem no campo da amizade que ele quer ficar, mas, com medo de que Fani se assuste se ele se declarar, o rapaz sutilmente tenta demonstrar seus sentimentos de outras formas, chegando até a gravar um CD com músicas românticas e que entregam seus sentimentos, entretanto, até Fani compreender que a letra de cada música tem um significado a mais, pode ser demorado.

O tempo vai passando e não há o menor vestígio de que Fani tenha percebido os sentimentos de Leo por ela, o que faz com que o garoto acabe desesperançoso e resolve então fazer de tudo para esquecê-la, chegando a conhecer e sair com outras garotas, mas tudo parece ser em vão, uma vez que ninguém consegue ocupar o espaço que Fani ocupa em seu coração.
Para piorar ainda mais, ele descobre que Fani passa em uma prova para fazer intercâmbio e que vai passar um ano morando na Inglaterra. Por mais triste que Leo tenha ficado com a notícia, ele sabe que no fundo está sendo egoísta por não querer que sua melhor amiga vá para longe e decide de uma vez por todas que o melhor é se afastar para evitar que todo o sofrimento daquele amor não correspondido se prolongue por mais um ano.



Leo então tem o plano perfeito para tentar tirar Fani de seus pensamentos, mas é nesse momento em que ele trava uma guerra interna para superar aquele amor, que a menina não dá a menor trégua e se aproxima ainda mais, à medida que ele recua, dificultando seus planos de se manter distante. Com a proximidade do intercâmbio e tudo parecendo dar errado, Leo terá uma enorme surpresa, cabendo a ele tomar um decisão importante que definirá para sempre seu destino com Fani.

Foi extremamente difícil me conter para escrever essa resenha porque ao mesmo tempo que esse livro me faz ter vontade de contar todos os detalhes, essa história me deixa sem palavras para descrever o quanto é maravilhosa.

Acho que sou suspeita para falar sobre Fazendo Meu Filme porque é meu livro preferido de todos os tempos e a história da Fani e do Leo sempre mexeu intensamente comigo, desde quando li, há sete anos, Fazendo Meu Filme 1 - A Estreia de Fani e desde então não parei mais. Comprei todos os livros da série e todos os outros da Paula Pimenta também. E exatamente por isso, por ter lido essa série ainda quando era adolescente, quando tinha acabado de completar 15 anos que eu estava curiosa para saber como a Isadora de hoje em dia se sentiria em relação a esse livro tão marcante para mim e Fazendo Meu Filme (Lado B) foi uma surpresa muito agradável porque então percebi que apesar de terem se passado alguns anos, eu me senti exatamente igual quando li a história pela primeira vez e consegui aproveitar o máximo a leitura. Saber o que acontece em todos os livros da versão anterior, não atrapalhou de modo algum para mim a leitura do início dessa série contada na versão do Leo porque me senti tão envolvida na narrativa que foi quase como se tudo ainda fosse uma novidade. E de certa forma foi uma novidade sim porque até então eu não tinha exato conhecimento de como o Leo havia se sentindo durante a história.



O leitor acompanha então em Fazendo Meu Filme (Lado B) a história toda pelo ponto de vista do Leo. A narrativa inicia um pouco antes da que é contada na versão da Fani, então o leitor acompanha bem o início de quando a Fani e o Leo se conhecem na sala de aula. Outro detalhe bem legal é que novamente a história vai de encontro com outras passagens do segundo livro de Minha Vida Fora de Série, então é possível relembrar alguns momentos importantes da história da Priscila e do Rodrigo.

Os personagens são cativantes e cada um tem suas particularidades, fazendo com que de alguma forma se tornem inesquecíveis. Alguns tiveram mais destaques nesse livro, como o Alan, o Luigi e a Vanessa, permitindo assim o leitor se aprofundar um pouco mais em suas vidas.

Sem dúvidas Fazendo Meu Filme (Lado B) é um livro que me marcou e amei muito voltar na minha adolescência junto com o Leo. Foi uma leitura que transbordou meu coração de sentimentos e recordações boas e indico para todos que já conhecem a história, ou para quem ainda não conhece e tem vontade de conhecer!

3 comentários:

  1. Essa resenha está muitíssimo bem escrita! Confesso que eu, que nunca li este livro, fiquei tentado a comprá-lo, rs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Isadora!!!
    Eu quero ler da autora "Cinderela Pop" porque assisti a adaptação e adorei, conheci o primeiro livro dessa série por conta de uma colega da faculdade que fez a tradução de um dos trechos da obra da autora e eu fiquei curiosa na época, agora estou mais curiosa ainda.
    Vou fazer algumas releituras que a Isadora também dos 15 anos leu para ver se é a mesma sensação.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Eu também sou muito suspeita para falar sobre FMF, eu amo essa coleção de livros, é a minha favorita de todos os tempos também e estou louca para ler esse livro do Leo!

    Beijos
    www.paginadaleitura.com

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial