navegar pelo menu
agosto 15, 2019 -

[RESENHA] Orgulho e Preconceito K-POP, de Ana Paula Scolari





Título: Orgulho e Preconceito K-POP // Autor(a): Ana Paula Scolari (recebido em parceria com a autora) // Editora: Chiado // Páginas: 370 // Gênero: romance
adicione ao skoob // compre aqui
SINOPSE: "Orgulho e preconceito são dois lados da mesma moeda. O preconceito, quase sempre, carrega em si o orgulho, assim como o orgulho, geralmente, carrega em si o preconceito. Quando esses dois sentimentos batem de frente, só o amor pode curá-los."
Daniel, Alex, Lívia e Mari são quatro irmãos brasileiros, filhos de um casal sul-coreano. Jovens e sonhadores, vão morar com os tios na Coreia do Sul em busca do objetivo de se tornar ídolos do K-POP. Ao chegarem a Seul, passam a frequentar a mansão de sua prima Sarang, onde Daniel e Alex conhecem pessoalmente Hyuna e Aileen, integrantes do grupo K-GIRLS, que eles tanto admiram. Alex e Aileen se apaixonam à primeira vista, enquanto Daniel e Hyuna se detestam à primeira vista. Muito talentosos, os rapazes são escolhidos para participar de uma seleção de cantores para um novo grupo musical, mas o maior desafio que encontrarão pelo caminho será vencer o orgulho e o preconceito para viver o amor.
*Inspirado na obra Orgulho e Preconceito de Jane Austen.

O livro começa a chamar atenção pelo nome: quem nunca se interessou em ler orgulho e preconceito? E então uma versão K-pop sobre quatro irmãos que moram no Brasil e são filhos de um casal nascidos na Coreia do Sul com o objetivo de buscar seus sonhos na Coreia? Este livro promete prender o leitor do início ao fim.

O livro começa com os quatro irmãos (Daniel, Lívia, Mari e Alex) indo em busca de seus sonhos na casa dos tios na Coreia do Sul, mas qual seria este sonho? Tentar entrar em uma banda de K-pop, tentando uma nova carreira no mundo musical.

Sua adaptação na Coreia é fácil já que, desde pequeno, sempre viveram conhecendo também a cultura coreana, mas só agora estão engajados no mundo da música, só que, assim como em Orgulho e Preconceito, o destino tem planos para esses quatro irmãos, o que será que tem reservado para essa família?

As emoções, assim como na realidade, se entrelaçam de forma inesperada mudando totalmente os planos deles, o que chega a ser lindo e te faz pensar em como tudo pode mudar abruptamente. E essa mudança se deve ao encontro com as K-girls: a banda k-pop do qual são grandes fãs!

Será que todos têm aptidão para a música? O decorrer do livro percebemos que muita coisa acontece, e vemos detalhes da realidade em cada acontecimento, intriga e sentimentos que nascem entre os personagens, desde as personalidades diferentes dos quatro irmãos que fica bastante claro na narrativa, até suas qualidades e defeitos, uns são bons em algumas coisas enquanto outros se dão melhor em outras, mas será que a música unem essa família?

Este é um livro que nos traz um contexto de realidade nas entrelinhas, apesar de todo o sentimentalismo e fantasia relacionado a cultura sul coreana e a bandas K-pop, podemos perceber esses traços desde o motivo pelo qual fizeram esses irmãos se mudarem para a Coreia, até precisarem da ajuda dos familiares, a forma como o amor pode mudar todo o contexto de uma história e, principalmente, o quanto as personalidades das pessoas influenciam no dia a dia.

A leitura se dá de forma gostosa e rápida, fiquei meio receoso de ler, mas depois das primeiras páginas não consegui largar o livro, querendo saber o que ia acontecer, entender melhor da cultura da Coreia e compreender as motivações dos personagens a cada decisão tomada! O mais interessante é poder ver o quanto somos diferentes (em relação a cultura dos países), mas também o quanto as emoções são eficazes na união entre sociedades!

Certamente é um livro que eu indico a todos aqueles que são fãs de Jane Austen e para aqueles que não são.

Um comentário:

  1. Que legal!
    Já li Orgulho e preconceito, mas nunca li nada do universo K-pop; pela premissa, imagino que a leitura seja bem prazerosa.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postagem mais antiga Página inicial