[RESENHA] Em Pedaços, de Lauren Layne

novembro 08, 2018

Olivia Middleton tem vinte e dois anos, mora em Nova York, estuda na NYU. Sua vida é ótima, seus pais são ricos e futuramente ela terá uma carreira de sucesso, porém, um erro cometido por ela que resultou na perda de duas pessoas mais importantes da sua vida, faz com que Liv encontre um jeito de redimir consigo mesmo ao ser contratada para um emprego no Mine. O trabalho que ela terá que fazer? Cuidar de um ex soldado de guerra.

Paul Langdon se tornou uma pessoa extremamente fria e arrogante. Ele não tem contato com mais ninguém a não ser seu pai, que o visita poucas vezes, e com Lindy e Mick, que trabalham na casa que Paul mora. Viver em um lugar isolado, sem qualquer outro contato humano e passar o dia todo bebendo é resultado da Guerra do Afeganistão que deixou em Paul terríveis cicatrizes, tanto por dentro quanto por fora e apesar das inúmeras tentativas de seu pai em contratar uma cuidadora para ajudar o ex soldado na recuperação, ele se recusa a ajuda de qualquer pessoa que tente se aproximar. Mas dessa vez o acordo entre Paul e seu pai é que a nova cuidadora fique por pelo menos três meses, caso contrário, ele será despejado e perderá todos os seus benefícios.

Entretanto, ao ver Olivia, Paul entende perfeitamente o jogo de seu pai ao mandar uma mulher quase que da sua idade e extremamente bonita. Mas não será tão fácil assim fazê-lo sair de sua caverna e progredir e então Paul faz de tudo para afastá-la, mesmo sendo em vão pois Olivia não demonstra interesse algum em recuar. Ambos carregam segredos sobre suas vidas, mas será que Paul conseguirá voltar a ser quem era antes?



Em Pedaços é um livro muito gostoso de ser lido. É meu segundo contato com a autora e a escrita da Lauren Layne é bastante fluída, detalhada e envolvente de modo com que fique impossível largar a leitura.

Gostei bastante do desenvolvimento da história, o jeito rude de Paul é facilmente notado e sentido pelo leitor devido a boa descrição do personagem e é ótimo acompanhar o envolvimento dele com Olivia, ao mesmo tempo em que tudo o que ele mais precisa é afastá-la, mas é tudo o que ele menos quer.

Olivia também tem suas características marcantes, apesar de ter tudo nas mãos, ela consegue se virar bem sozinha no Maine e a atração entre ela e Paul logo de início é forte. Liv sabe que apesar do jeito incompreensível de Paul, ele teve um passado difícil e está disposta a ficar ali apesar do seu jeito.

Indico a leitura para todos, não é um livro muito grande e apesar de ser clichê, é extremamente bom o jeito que a autora escreve e vamos acompanhando a evolução dos personagens. Me conta nos comentários se vocês ficaram com vontade de ler!

3 comentários:

  1. Li esse livro recentemente.
    Eu comecei com um pé atrás porque tinha lido uma resenha negativa, foi até bom porque me surpreendi. Não é uma leitura e tanto, mas é agradável.
    Paul é muito rude, não gostei dele; gostei do jeito da Olivia, ela não se intimida.
    Espero continuar acompanhando essa série.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Isadora.
    Estou lendo esse livro e estou gostando bastante. Ainda estou bem no começo.
    Nunca tinha lido nada da autora e estou adorando a escrita. É super fluida e quando vejo já passei bastante tempo lendo rs
    Paul é bem rude e bruto, mas dá para perceber que é para esconder sua dor e por ele achar que quer ficar sozinho.
    Olivia é bem vibrante e irreverente. Adoro a forma como ela responde Paul.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Isadora!
    Ando acompanhando resenhas sobre esse livro, parece trazer uma história linda, não ligo que é clichê rsrs, quero mto conhecer o casal, e claro, a escrita d a autora.
    Bjs!

    ResponderExcluir