Livros nacionais que quero ler esse ano

julho 23, 2018



Estamos na metade do ano, já li vários livros incríveis esse ano e resolvi fazer uma meta de ler esses nacionais até o fim do ano. A maioria são de autores que já li algum livro e gostei muito, outros lerei pela primeira vez, mas de qualquer forma, são livros que me chamaram atenção e/ou me deixaram curiosa pro seu lançamento. Confira minha lista!


Sinopse:
A vida como Arthur Fênix conheceu em seus 16 anos está prestes a mudar completamente. O rapaz não é nenhum grande guerreiro ou mesmo um herói, é apenas um garoto comum que acaba envolvido em um enorme problema: sua cidade foi invadida e devastada. Tudo graças a uma raça de seres desconhecida por ele, de aparência meio humana, meio animal. Após essa aparição inusitada e trágica, o rapaz também descobre que existem outros seres habitando a ilha onde mora, e suas diferenças e especificidades vão muito além da aparência física e ideais de vida. Mesmo em meio a muitas dificuldades, com a ajuda do grupo de amigos que fez durante sua caminhada, o rapaz, mero sobrevivente de todo aquele caos, inicia uma busca incessante por seus pais, que ele já nem sabe se estão vivos ou mortos.


Esse livro é do meu amigo João Medeiros, e já faz 84 anos que tô esperando pra ler. Já li alguns contos dele, e sei que ele escreve muito bem, por isso a ansiedade pra ter seu primeiro publicado em mãos. E depois de 84 anos de espera, ele finalmente irá lançar seu livro. Se você gostou da sinopse, pode entrar em contato com ele e já reservar seu exemplar.


Sinopse:
Um romance sensível e envolvente sobre autoestima, família e saúde mental.
Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento.
Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.

A Iris é uma das minhas escritoras favoritas, já li seus livros Confissões On-line e Confissões On-line 2 e amo sua escrita, e sei que vou amar Céu sem estrelas.


Sinopse:
No segundo livro da série Cidade da Música, você vai conhecer Camila. Ela é neta de japoneses e filha de pais muito rigorosos que têm grandes planos para ela e para sua irmã. Desde pequena, aprendeu que precisava se esforçar mais, que precisava ser melhor, que não existia tempo a perder na adolescência e que sua inteligência e seu talento deveriam levá-la longe. Camila, então, trocou as festas das amigas por treinos de balé, e a vontade de viajar o mundo afora pela consagrada Academia Margereth Vilela. Sua vida inteira estava programada e organizada. Até que uma crise de ansiedade a fez perceber que tudo ainda podia mudar e, depois de conhecer Vitor, um garoto desengonçado e cheio de sardas que tocava violino, a vida mostrou à Camila que uma dose de hiphop poderia fazer os dias dela mais felizes.

Como vocês viram na resenha de Sonata em Punk Rock, eu amei muito a história que a Babi criou. E em Allegro em Hip-Hop é o segundo livro da série Cidade da Música (mas não se engane, os livros podem ser lidos fora da ordem). Eu amo como a Babi mistura estilos musicais diferentes, dois mundos se juntando, e tô curiosa como ela fará isso nesse segundo livro.


Sinopse:
"Talvez você já tenha ouvido falar em Karma, estou certo? Aquela força motriz que gera consequências através de um ato. Pois então, o Karma de fato existe, e o tal ato que acarreta na presença deste também tem nome: Dharma."
Tudo que morre um dia volta à vida e é na tribuna do absoluto que esses dois deuses julgam a tudo aquilo que deve nascer novamente. O processo de reencarnação tem que ser avaliado por Dharma e julgado por Karma e assim é decidido o destino daquele que está sendo julgado.
Em A Valsa Eterna acompanhamos a vida (ou as muitas vidas) de Sirius Silva, mais precisamente sua vida como humano. Será que os deuses o julgarão apto para passar para uma vida fora do plano material? 

Esse é o segundo livro publicado do Evezel (a Isa já resenhou o Origem do Além aqui no blog), e dessa vez ele fez um financiamento coletivo pra lançá-lo. Estou ansiosa pra ter o livro em mãos, com essa capa maravilhosa!


Sinopse:
Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitável psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém, a proposta feita pelo misterioso David coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral.
Para saber se é uma pessoa má por ter presenciado o brutal assassinato dos seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a dele, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma na vida delas.
Até onde ele será capaz de ir? É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?

Me indicaram esse livro por eu estar numa vibe de ler suspense, e queria ler um suspense nacional. Não sei muito o que esperar, mas a sinopse me deixou bem curiosa. Já leram?


Sinopse:
Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou.
E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado.
Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a Luz da Escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles?

Faz tempo que não leio um livro pós-apocalíptico, e o mais novo livro da Ana Beatriz Brandão me deixou curiosa. Já estou me preparando emocionalmente pois sei do que a autora é capaz de fazer com os personagens mais queridos, pois já li O Garoto do Cachecol Vermelho e A Garota das Sapatilhas Brancas.


Sinopse:
Um romance sensual e divertido sobre as escolhas que são feitas por nós — e sobre tomar as rédeas da vida nas próprias mãos.
Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes... E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

Depois de ler e amar Amor Plus Size da mesma autora, fiquei muito curiosa pra ler O Amante da Princesa, apesar de ser bem diferente de APS, já que se trata de um romance histórico.

Você já leu algum livro da minha lista ou ficou com vontade de ler? Me indiquem nacionais nos comentários!

Um comentário:

  1. Super desejo Céu sem estrelas, e também estou querendo ler os da Babi.

    Beijos

    ResponderExcluir