[RESENHA] A Cor de Coraline, de Alexandre Rampazo

maio 18, 2017

Sinopse: Quantas cores cabem na pergunta “Me empresta o lápis cor de pele?”. Em A cor de Coraline, o ilustrador, designer gráfico e escritor Alexandre Rampazo passeia pelas inúmeras possibilidades contidas numa caixa de lápis de cor e na imaginação infantil a partir da pergunta de um colega para a pequena Coraline, e mostra que o mundo é mais colorido – e diverso – do que nos acostumamos a pensar. Com texto curto e bem-humorado e ilustrações graciosas, o livro aborda o tema da diversidade de forma lúdica para os pequenos. A quarta-capa é assinada pelo premiado escritor Ignácio de Loyola Brandão.







Bom dia, leitores! A resenha de hoje é sobre o livro A Cor de Coraline, do autor Alexandre Rampazo, livro cedido em parceia com a editora Rocco Pequenos Leitores.

Coraline fica intrigada quando seu amigo, Pedrinho, pede a ela empestado o lápis cor de pele. Isso faz com que ela se questione como é um lápis cor da pele, sendo que pode haver diversas tonalidades e em meio a isso, ela se diverte com seus pensamentos se questionando caso vivesse em outro planeta ou outro lugar em que a cor da pele das pessoas fossem verdes, como diz ser em Marte, ou lilás se fosse um mundo fofo.


Por fim, Coraline percebe que a cor da pele não é só uma, já que vivemos em um mundo com mistura de línguas, cores e origens e decide emprestar ao Pedrinho o lápis da cor da sua pele.

A Cor de Coraline é um livro em que se pode realizar a leitura em apenas alguns minutos e o legal é que apesar de ser um livro infantil e pequeno, traz uma mensagem que pode ser compreendida para combater o racismo e que é vivendo em um mundo diversificado que se constrói a igualdade.


Os diálogos são curtos, mas bem introduzidos e com uma pitada de humor. Indico especialmente para crianças ou quem gosta do gênero e procura uma leitura para passar o tempo, apesar de ser infantil, o tema abordado com cuidado ainda faz os mais velhos refletirem. As ilustrações do livro estão ótimas.

11 comentários:

  1. Ola
    Eu não conhecia o título, mas fiquei bem curiosa e adorei poder conferir sua resenha, e as fotos me deixaram ainda mais motivada. Ótima opção para as crianças, e eu ja estou pensando em comprar para o meu sobrinho, acho que ele vai adorar. Legal saber que apesar de ser uma leitura rápida, transmite uma mensagem importante.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Primeira vez que vejo este livro é super me apaixonei por ele!
    Estou montando uma mini biblioteca para meu futuro BB!
    As crianças realmente enxergam o mundo de uma outra forma!
    Pura e linda
    A mensagem que este livro transmite é super importante é amei os lápis de cor rsrs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que livro mais fofo!
    Isso só mostra o quanto as crianças são puras e não possuem nenhum tipo de preconceito ou racismo. Elas acabam mudando de opinião depois de muita influência dos adultos. O que é uma tristeza.
    Lindo livro.

    ResponderExcluir
  4. Que proposta mais fofinha!
    Sabe que eu nunca tinha parado para pensar nisso? Realmente a gente chama de cor de pele sendo que há inúmeras cores de pele!
    Acho que vou comprar para o meu sobrinho que está na escolinha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Isadora!
    Que livro fofo! É aquele tipo de livro infantil, mas que a gente pode amar, além dos belos ensinamentos. É um ótimo livro para crianças identificarem que as diferenças de cor não fazem diferença sobre ninguém. ^^
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Que graça de livro! Não conhecia o título ainda, mas foi muito gratificante a descoberta. Achei bem importante trazer um assunto forte e ensinar as crianças com a linguagem que elas compreendam. E até ensine os adultos também. Ótima indicação e resenha!
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi! Meu Deus, que livro mais gracinha, tenho que confessar que nunca vi essa obra por aí, mas a mensagem que traz é extremamente importante. Eu cresci aprendendo a chamar aquele rosinha claro de cor de pele, mas diversas vezes me lembro de ficar pensando que mesmo eu sendo branquinha e não morena, aquela cor nunca me definiu e eu sempre achei estranho. Hoje em dia eu só tenho ainda mais consciência e fico imaginando o quão errado isso é, então ver em um livro sobre essa temática me agradou. É um bom livro para crianças aprenderem um pouco sobre essa questão desde cedo! Adorei, sem falar que as ilustrações são uma fofura.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  8. Eu já estou amando Coralina! O pensamento da personagem me encanta e sua reação ao pedido do lápis de cor é única. Fiquei curiosa para saber mais. Dica mais do que anotada aqui.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Adorei sua resenha!!!
    Achei mega legal da parte do autor colocar esses temas em livros infantis, pois, é como já diz o ditado "educação vem de berço" e acredito que se todos livros infantis deixasse uma mensagem bonita assim o mundo poderia ser diferente, pois, nossas crianças são o futuro.
    Também quero ler ;)

    ResponderExcluir
  10. Oie...
    Adorei sua resenha!!!
    Achei mega legal da parte do autor colocar esses temas em livros infantis, pois, é como já diz o ditado "educação vem de berço" e acredito que se todos livros infantis deixasse uma mensagem bonita assim o mundo poderia ser diferente, pois, nossas crianças são o futuro.
    Também quero ler ;)

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Menina eu adoro esses livros infantis, e esse achei uma graça! ótimo para os pequenos leitores que estão entrando no mundo da literatura. Adorei sua resenha e conhecer esse livro!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir