[RESENHA] Amoras, de Emicida

novembro 15, 2018

Sinopse: Na música “Amoras”, Emicida canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também”. E é a partir desse rap que um dos artistas brasileiros mais influentes da atualidade cria seu primeiro livro infantil e mostra, através de seu texto e das ilustrações de Aldo Fabrini, a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos de quem somos — desde criança e para sempre.
“Um livro que rega as crianças com o olhar cristalino de quem sonha plantar primaveras para colher o fruto doce da humanidade.”
Sérgio Vaz



O rapper a agora também escritor, Emicida, tem seu primeiro livro laçando pela Companhia das Letrinhas e traz em sua obra temas relevantes na sociedade que buscam combater o preconceito com os negros, além da alta representatividade e inclusão, abordando também sobre a diversidade religiosa.

Ao pegarmos a raiz histórica do Brasil, é nítido que formamos um país com uma variedade gigante de pessoas, cor, religiões, etc. e ainda assim, a intolerância e o preconceito é bastante resistente na nossa sociedade, infelizmente. A ideia do Emicida em trazer Amoras, uma obra direcionada para crianças é muito boa porque são os pequenos que ajudarão a formar o futuro e a ideia de inclusão exposta no livro acaba se encaixando muito bem num processo de educação em aceitar a diversidade do que somos, fazendo com que desse modo o preconceito diminua.


A representatividade acaba sendo também um ponto forte do livro, uma vez que crianças negras tendem também a se identificar com a história, criando assim interesse por outros livros. Mas é claro que a obra pode e deve ser lida por todas pessoas, inclusive os adultos.

Além disso, a história traz personagens negros relevantes e de alta importância para representatividade no mundo, como Martin Luther King e Zumbi dos Palmares, o que achei bem legal porque desde cedo a criança acaba adquirindo conhecimento de quem foram essas pessoas importantes que ajudaram a construir e marcaram um passado histórico.



A ilustração do livro foi feita por Aldo Fabrini e está maravilhosa, assim como toda a diagramação e cuidado com a obra. A Companhia das Letrinhas está de parabéns por todo trabalho e indico para todos o livro, para poderem se aventurar nessa história de representatividade e que inspira a todos.

[RESENHA] Procura-se, de Giovanna Vaccaro

Título: Procura-se
Autor(a): Giovanna Vaccaro
Editora: Coerência
Páginas: 440
Gênero: romance
adicione ao skoob // compre aqui

SINOPSE:
PROCURA-SE UM CORAÇÃO
O tempo que Ariane tem de vida é bem menor do que se imagina. Desde os seis anos, sofre com a doença arterial coronariana, uma deficiência cardíaca genética; rara em pessoas jovens, mas fatal. Mantendo-se com a ajuda de remédios, ela conta com o apoio de seu pai e sua irmã, juntamente com sua melhor amiga.
Para agravar a situação, após uma crise de insuficiência cardíaca, ela recebe a notícia de que deverá passar, o mais urgente possível, por um transplante de coração, caso contrário, seus dias estarão por um fio.
Porém, ela tem uma nova razão para pulsar: Miles. Ariane se envolve em uma paixão “quase” perfeita — diante do difícil drama que enfrenta!
Juntos, eles tentarão encontrar uma saída e farão de tudo para congelar o tempo e eternizar cada segundo que lhe resta, como um fio de esperança que surge em seu futuro tão incerto.
PROCURA-SE UM AMOR:
Miles tem sua vida estabilizada em Indiana — considerando todos os fatos que o fizeram se mudar para essa cidade —, porém ele se vê preso à novos começos quando é obrigado a voltar para sua cidade natal: Nova York.
Contrariando todas as expectativas, Miles reencontra Ariane, por quem tinha uma queda desde criança. Ao saber que ela tem seus dias contados, ele decide arriscar tudo o que tem para ajudá-la. Ou pelo menos tentar.


Procura-se na verdade são dois livros em um: Procura-se Um Coração, onde é contado a história da Ariane; e Procura-se Um Amor, contando a história sob o ponto de vista do Miles.

Em Procura-se Um Coração, Ariane é uma adolescente com pouco tempo de vida. Desde criança ela descobriu ter a doença arterial coronariana (que curiosamente lembra o nome dela, fico pensando se não foi algo proposta da autora). Tudo que ela mais quer é que sua vida mude um pouco, poder aproveitar mais, não quer apenas sobreviver a doença.


Logo em seguida ela conhece Miles, um garoto que voltou a estudar na mesma escola que ela, e Callie, sua melhor amiga, insiste em querer apresentá-lo a ela a todo custo. Em uma de suas crises com dor no peito enquanto está na escola, Miles a ajuda a alcançar o Salvador, o remédio que a ajuda nesses momentos terríveis. A partir daí eles se aproximam, por mais que Ariane tente evitar isso.


As dores no peito pioram, então ela resolve ir ao médico por conta própria, e os exames apontam que ela precisa de um transplante de coração, mas ela decide guardar isso de todos, não conta nem pro seu pai, que vive preocupado com ela. Ela tenta agir como se a doença não fosse grandes coisas, e tenta seguir em frente mesmo sabendo que não resta muito tempo. Mas ao se aproximar de Miles, ele vai derrubando as barreiras dela e mostrando que ela precisa lutar por si mesma.

Em Procura-se Um Amor, vemos a mesma história, só que contada pelo ponto de vista de Miles. Eu achei um pouco repetitivo, mas é bem necessário já que no final desta história vemos uma explicação melhor para o que vimos no final de Procura-se Um Coração.


É uma boa história, daquelas pra ler numa tarde e se entreter por horas, já que a escrita é totalmente viciante e bem fácil. Os personagens são bem construídos, até os secundários, e faz o leitor se importar com eles e torcer pra tudo dá certo no final.

Sempre tive curiosidade de ler esse livro, e ainda bem que li, pois traz uma mensagem muito linda de que devemos nos manter fortes e lutar por nós mesmos, por mais difícil que seja. Recomendo muito essa história emocionante!




QUOTES:

"Agora eu sabia e não ia me deixar levar por uma simples doença. Eu tinha pelo que lutar agora."

"Pessoas choram não porque são fracas, choram porque vêm sendo fortes por muito tempo."

"Procurei por um coração, mas encontrei você."

[CRÍTICA] ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDEWALD

novembro 14, 2018

SINOPSE:
Newt Scamander reencontra os queridos amigos Tina Goldstein, Queenie Goldstein e Jacob Kowalski. Ele é recrutado pelo seu antigo professor em Hogwarts, Alvo Dumbledore, para enfrentar o terrível bruxo das trevas Gellert Grindelwald, que escapou da custódia da Macusa (Congresso Mágico dos EUA) e reúne seguidores, dividindo o mundo entre seres de magos sangue puro e seres não-mágicos.









Ontem eu tive a oportunidade de ir na pré-estréia de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald e vim contar para vocês tudo o que eu achei!!

A sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam começa de onde o primeiro parou, mostrando a prisão de Gellert Grindewald e em como ele consegue escapar do MACUSA, dando início ao enredo do filme!

Newt Scamander enfrenta sérios problemas pelo caos que causou no primeiro filme e é impedido de sair visitando outros países, o Ministério da Magia está vigiando-o. A partir daí ele recebe uma visita de Alvo Dumbledore que tem planos sobre o que fazer em seguida para deter Grindewald, mas ele não pode lutar contra o Grindewald, e a única pessoa que ele confia é Newt!

Também somos apresentados aos queridos personagens da primeira trama: Tina Goldestein, Queenie Goldestein e Jacob Kowalski. Com a missão de ir a Paris para deter Grindewald e encontrar Credence, Newt encontra maneiras de sair do país ilegalmente e o enredo começa a desenrolar.



Em contrapartida, Credence está em busca de informações sobre sua família biológica, e vai até Paris para encontrá-los. Ou seja, todos que conhecemos estão em Paris para descobrir alguma coisa.
Enquanto Grindewald tenta reunir o máximo de seguidores possíveis, com os aurores tentando impedir, nossos amigos estão em busca de Credence para que Gellert não chegue antes e obtenha o que deseja.

O filme faz muitas referências à Harry Potter, e no decorrer da história as coisas começam a fazer sentido, desde algumas respostas que queríamos no primeiro filme, até algumas citações feitas no próprio Harry Potter! Vários Easter Eggs estão espalhados por todo o filme e o que não falta são Plot Twists!

Para quem sentiu saudades das manipulações de Dumbledore e como ele sempre está certo sobre o que vai acontecer, e aqueles que querem entender melhor o relacionamento de Newt com Leta Lestrange e o passado de ambos, o que aconteceu com Jacob para voltar ao mundo da magia e o relacionamento das irmãs Goldestein, este filme está esperando por vocês!

Percebi pouco diálogo entre os personagens principais, no entanto não senti que isso interferiu o desenrolar da trama, e o filme acaba com um gostinho de quero mais, como se fosse uma ponte para o próximo. Tem muita magia, muitos efeitos especiais, e vários acontecimentos que eu consegui ligar com alguns acontecimentos de Harry Potter, com certeza este filme é a marca registrada de J.K. Rowling!



Lembrando que Animais Fantásticos: Os crimes de Grindewald estréia nesta quinta feira, 15/11 em todos os cinemas do país! Vocês não podem perder.