navegar pelo menu
outubro 08, 2019 - Um comentário





Todo ano o Itaú faz uma campanha para incentivar a leitura das crianças, e para isso eles enviam gratuitamente livros infantis para sua casa. Você não precisa necessariamente ter uma criança morando com você, você pode solicitar e doar para alguém que você conheça que tem criança em casa, como é o que irei fazer.

Esse ano, eles enviarão dois livros a seguir:

Leo e a baleia
A criança vai ter os sentimentos despertados pelo encontro de Leo e a baleia na praia e pela separação entre os dois.
O tupi que você fala

A criança vai entender mais sobre os povos indígenas relacionando palavras em tupi com ilustrações coloridas.




Lendo para uma criança você contribui para ela desenvolver atenção, concentração, memória e raciocínio. Dessa forma, toda criança pode desenvolver seu potencial ao máximo. Solicite os livros aqui! Basta clicar em "peça seus livros" e cadastrar os dados pra receber em casa. Só pode fazer 1 pedido por CPF.

Você já conhecia essa campanha?
outubro 07, 2019 - 2 comentários





Título: Sob a Luz da Escuridão #1 // Autor(a): Ana Beatriz Brandão // Editora: Verus // Páginas: 336 // Gênero: ficção, fantasia
adicione ao skoob // compre aqui
SINOPSE: O mundo não está a salvo dos humanos. Da autora de O Garoto do Cachecol Vermelho.
Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou.
E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado.
Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a Luz da Escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles?

Sob a Luz da Escuridão é um livro que mistura fantasia e distopia, contando a história de um mundo completamente novo (mas tirando a parte de poderes, nem tão distante da nossa realidade) em que um tirano entra no poder e começa a ferrar a vida de todo mundo. O que resultou nas Terceira e Quarta Guerras Mundiais, em que muitas pessoas que não faziam parte do padrão e preconceito impostos pelo tirano morreram.

Então as pessoas começaram a viver em completo caos, matando umas às outras, porque as pessoas estavam vivendo no limite. Além de tudo, estavam tendo problemas com a radiação das bombas nucleares, muitos morreram por causa disso, mas depois de um tempo, o que aconteceu foi uma mutação genética em algumas pessoas, como Lollipop e Jazz, que ganharam poderes. E essas pessoas são chamados de metacromos.


Lollipop e Jazz vivem com Chris, que morre em um ataque e deixa Lolli no comando, mas elas acabam sendo capturadas, dessa vez por Evan, que na verdade já conhecia Lollipop, antes dela ser capturada pelo Instituto e ter tido a memória apagada.

Então conhecemos Celena, quem Lollipop era antes do Instituto, e ela era badass. Tinha uma história complicada com Evan, e esse passado dela acaba trazendo problemas com o pessoal do clã.

"O mundo não está a salvo dos humanos, Jazz. Se aquele monstro não tivesse existido, outro tomaria o lugar dele."


Adorei o mundo criado por Ana Beatriz Brandão e fiquei muito curiosa pra ler a continuação e saber mais sobre os problemas que o clã vai enfrentar, após a reviravolta do final. Já conhecia a sua escrita por ter lido O Garoto do Cachecol Vermelho (leia a resenha aqui) e A Garota das Sapatilhas Brancas (leia a resenha), então sabia que não iria me arrepender, mas ainda assim consegui me surpreender, porque apesar dela já ter experiência com o gênero, eu não conhecia.

Eu já sabia que ia gostar logo pelo prólogo, a Ana Beatriz tem essa forma de te prender logo nas primeiras páginas, e você precisa continuar lendo até o fim pra saber o que vai acontecer. Se está procurando uma fantasia que te prenda do início ao fim, você precisa conhecer essa trilogia!


setembro 30, 2019 - 4 comentários





E aí pessoal, tudo bem com vocês?
Vocês já leram uma série de livros que se apaixonaram completamente por cada personagem, cada acontecimento, cada plot twist e, conforme são lançadas as sequências, ao invés de ficar maçante, fica ainda mais interessante?

No post de hoje vim falar um pouco sobre o universo literário criado pela Cassandra Clare, o universo dos caçadores de sombras!
Para entender, de início, precisamos separar por épocas:
Os instrumentos Mortais: Cidade dos ossos, cidade das cinzas, cidade de vidro, cidade dos anjos caídos, cidade das almas perdidas e cidade do fogo celestial;
As peças infernais: Anjo mecânico, Príncipe mecânico, Princesa Mecânica;
Os artifícios das Trevas: Dama da meia noite, senhor das sombras, Rainha do ar e da escuridão;
Os livros a parte: Códex dos caçadores de sombras, as crônicas de Bane, Contos da academia dos caçadores de sombras e Histórias de Notáveis caçadores de sombras e seres do submundo — contada na linguagem das flores.

Apesar de serem o mesmo universo, cada trilogia conta uma história em uma época diferente, sendo que, no final, todos os livros se entrelaçam com suas histórias, ancestrais e cada easter egg faz todo o sentido.

Venho comentar dessa saga porque, em seu auge, ela tem uma legião de fãs e, ao menos para mim, ela está em primeiro lugar das sagas que conquistaram meu coração (juntamente com Harry Potter).
Muitos a conheceram pelos livros, outros pelo filme, e a maioria pela série do Netflix! Mas é difícil negar sua autenticidade contando desde a primeira aparição dos caçadores de sombras para Clary Fray, até adentrar a uma guerra entre Nephilins, demônios tentando dominar o mundo e seres do submundo se voltando contra si mesmos.

Depois ser apresentada ao Mundo de Sombras e a Jace ― um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer ―, Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar ― e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai? Nessa sequência de tirar o fôlego da série Os Instrumentos Mortais, Cassandra Clare atrai os leitores de volta para o lado mais obscuro do submundo de Nova York, onde amar nunca é seguro e o poder se torna a mais mortal das tentações.

Este é o momento chave onde tudo é ligado, onde o universo se inicia e começam a fazer sentido, Verá que Clary Fray tem muito para oferecer nos instrumentos mortais e em como as histórias do passado, nas peças infernais, são imprescindíveis para os acontecimentos que ocorrem neste primeiro volume, assim como, a partir daí, também faz sentido a nova trilogia.

Tem, desde reflexão sobre o preconceito vivido, até entender as necessidades da minorias, as diversas vertentes de um sistema político e em como a população se deve voltar contra as autoridades quando vêem seus direitos sendo tirados. Em quem devemos confiar? Como saber o que é certo e o que é errado quando todos têm o mesmo pensamento a vida inteira sem a capacidade de pensar fora da caixa e mudar? São reflexões que estão muito presentes nessa saga e, apesar de ter dado início há 12 anos, ela ainda se faz atual com sua forma visionária de ver o mundo e, usando a parte fictícia como uma metáfora para a vida, você entende mais as profundezas do que as pessoas querem que você saiba para o que realmente é de verdade. Trazendo, em todos os livros, mulheres fortes e emponderadas que mostram como somos donos das próprias decisões e cabe, apenas a nós mesmos, mudar o destino dos acontecimentos e do que está por vir!

Cassandra Clare é uma aspirante a fantasia e fascina quem quer que esteja disposto a dar uma chance a sua história, vemos a evolução de sua escrita na mesma proporção que vemos a evolução dos personagens e o quanto podemos crescer junto a ela e com ela, com esta história!

E aí? Já leram os instrumentos mortais? Dariam uma chance a um universo grandioso com tantos livros assim? Me contem!

E, para quem se interessar, vou deixar minha dica da ordem de leitura para serem lidos e se surpreenderem ainda mais:

Cidade dos ossos
Cidade das Cinzas
Cidade de vidro
Anjo mecânico
Cidade dos anjos caídos
Príncipe Mecânico
Cidade das almas perdidas
Princesa mecânica
Cidade do fogo celestial
O Códex dos caçadores de sombras
As crônicas de Bane
Contos da academia dos caçadores de sombras
Dama da meia noite
Senhor das Sombras
Rainha do Ar e da Escuridão
História de notáveis caçadores de sombras e seres do submundo contada na linguagem das flores