John Green vai lançar novo livro em outubro

junho 23, 2017



Depois de MUITA espera (lê-se: 5 anos e meio), o autor de A Culpa é das Estrelas anuncia que seu novo livro, Turtles All the Way Down, será lançado dia 10 de outubro.



Sinopse:
Tudo começa com um bilionário fugitivo e a promessa de uma recompensa em dinheiro.
Turtles All the Way Down é sobre a amizade ao longo da vida, a intimidade de uma reunião inesperada, ficção de fãs de Star Wars e tuatara. Mas em sua essência é sobre Aza Holmes, uma jovem que navega diariamente na eterna espiral de seus próprios pensamentos.
Em seu aguardado retorno, John Green compartilha a história de Aza com uma clareza inquebrável.







"É a história de uma jovem que está tentando resolver um mistério enquanto vive com uma doença mental. Mesmo que seja ficção, é bem pessoal, pois falo de uma doença que convivo desde sempre", diz o autor em vídeo.

Tô mega ansiosa por esse livro e vocês? 🎔

[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Eternidade, de Letícia P.S.

junho 22, 2017



SINOPSE:
Taylor Harper só queria ser normal, mas ela era uma Vampira Branca, com o poder sobre o elemento fogo, herdeira de uma Profecia e a única capaz de matar o Vampiro das Sombras, o mais poderoso vampiro que já andou sobre a terra. Desde que abrira os olhos pela primeira vez, Taylor soube que sua vida não seria nada fácil. Nascida em meio a uma guerra na qual os vampiros de sua espécie eram forçados a fugir e se esconder, esquecendo até mesmo como usar a sua magia interior como arma, Taylor acaba se vendo dividida entre salvar aqueles que ama e salvar o mundo inteiro.

Taylor é uma garota que teve que fazer uma escolha difícil: literalmente fazer um pacto com o diabo para salvar sua mãe. Ela não é uma garota comum, ela é uma Vampira Branca; mais do que isso, ela teve o destino traçado por uma profecia que diz que ela é a única capaz de matar o Vampiro das Sombras, o vampiro mais poderoso – e perigoso –, o tal "diabo" que ela fez o pacto.

Também conhecemos Jack, um garoto que Taylor gosta, e ela decide contar sobre sua vida pra ele, sobre ser vampira e na sua explicação pra ele, também ajuda o leitor a compreender melhor esse mundo novo. Os vampiros no mundo criado por Letícia são como conhecemos, e podem ler a mente de humanos, além de terem uma marca, que indica se é Vampiro Branco ou Negro. A diferença é que os Vampiros Brancos não são transformados, nasceram dessa forma, além de não precisarem de sangue pra sobreviverem.

Agora Taylor tem que escolher entre cumprir o pacto e salvar sua mãe, ou ir atrás da única arma capaz de matar o Vampiro das Sombras e salvar o mundo; um dilema e tanto. Existe um grupo de resistência contra o Vampiro, e acredito que a trama será em torno dessa resistência e entenderemos melhor seus planos, já que até a parte que eu li conhecemos alguns vampiros que fazem parte desse grupo.

É uma história que tem tudo pra agradar quem gosta do gênero fantasia, e deu pra perceber que vai ter um toque de romance, mas até onde eu li foi bem equilibrado, romance e a trama sobre os vampiros. Foi um bom início, que nos deixa curiosa pra saber como a Taylor vai lidar com a escolha que ela tem que fazer.

O livro "Eternidade" está em pré-venda até dia 30/jun, então se você ficou interessado pela trama, corre pra garantir o seu com 15% de desconto, autógrafo e brinde especial!

QUOTES:

"Profecia idiota para mim, nem queria ser uma vampira."

"Taylor, não escolhemos nosso destino, mas temos que viver com ele, fazer escolhas que podem torná-lo melhor ou pior."

[RESENHA] Um Milhão de Mundos com Você, de Claudia Gray

junho 19, 2017

Título: Um Milhão de Mundos com Você (Firebird #3) // A Million Worlds With You
Autor(a): Claudia Gray
Editora: HarperCollins Brasil // livro cedido em parceria com a editora
Páginas: 320
Gênero: ficção
adicione ao skoob // compre aqui

Sinopse:
O destino do multiverso está nas mãos de Marguerite Caine. Ela está no âmago de uma disputa multidimensional desde que viajou pela primeira vez com o Firebird, a invenção revolucionária dos seus pais. Paul Markov sempre esteve ao lado de Marguerite em suas viagens dimensionais, mas o último golpe da perversa Triad deixou sequelas. Cabe a Marguerite enfrentar a Triad e evitar a destruição dos multiversos... sozinha. Bilhões de vidas estão em perigo. Os riscos nunca foram tão altos.
Nesta épica conclusão da trilogia Firebird, todas as certezas serão questionadas: destino, família, amor... e o multiverso será transformado para sempre.

Essa resenha pode conter spoilers dos volumes anteriores, mas caso queira saber mais sobre a trilogia, leia a resenha do volume 1 e o volume 2.

Depois de tudo que aconteceu nos volumes anteriores, no desfecho da trilogia Marguerite descobre que sua versão maligna está tentando matar todas as versões dela de todos os mundos, em todos os lugares. Então ela tem que visitar os outros universos e tentar salvar suas versões a fim de tentar impedir o plano do Wyatt de acabar com os outros mundos.




A escrita da autora se manteve como nos outros volumes, mas em vez dos flashbacks, mostra o que a Marguerite maligna está fazendo. Continua sendo leve, mesmo com tantas informações que nos é passada – já que se trata de vários universos e diferente versões das pessoas –, mas ela consegue fazer com que não fiquemos perdidos durante a leitura.




O terceiro e último volume consegue fechar todas as tramas iniciadas nos dando um final digno e que amarra todas as pontas soltas. A autora dá um final para todos os personagens – inclusive as outras versões dos personagens que conhecemos – e é bem satisfatório.



Nesse volume não conhecemos muitos lugares novos – a não ser de uma versão de Marguerite no espaço –, a gente revisita mais os mundos já conhecidos nos volumes anteriores; mas, em compensação, é o que mais tem ação.

A trilogia tem seus altos e baixos, mas foi melhorando, teorias foram exploradas e mesmo que você não entenda nada sobre ciência (talvez você seja de humanas, né?), é tudo bem explicado. Por isso é uma leitura mais do que recomendada.


QUOTE:

"Como ficar de luto por uma versão de você mesma?"